• (31) 99973-2709
  • hugomoraismendes@gmail.com

Quando usar o TypeScript

Quando usar o TypeScript

Com TypeScript você pode criar funções tipadas e bem modeladas. Exemplo:

// Passa dois parâmetros (a e b) como números, e retorna um número
function soma(a: number, b: number): number { 
	return a + b;
}

Agora vamos errar propositalmente. Caso você tente fazer algo do tipo:

// ERRADO: Passa dois parâmetros (a e b) como números, e retorna uma string
function soma(a: number, b: number): string {
  return a + b;
}

Seu código não rodará porque você declarou o retorno da sua função como string, logo, nenhum outro tipo será aceito. Com isso, você garante a exatidão da tipagem nos dados que estão trafegando no seu software.

Desse modo, você deve ter percebido que para aplicações onde o erro NÃO PODE acontecer em hipótese alguma, o TypeScript é uma ótima opção. Isso é, aplicações grandes e complexas como: – sistema de saúde – sistema bancário – sistema de pagamento – entre outros

Por padrão, o Angular (framework web da Google para criação de SPAs) utiliza o TypeScript no desenvolvimento das aplicações, fazendo com que a comunidade impulsionasse mais ainda a linguagem.

Quando NÃO usar TypeScript

Em alguns casos, é inevitável, não tem como aplicar determinada tecnologia. Se você, seu time ou sua empresa preza por alguns dos tópicos abaixo, não faz tanto sentido você desenvolver com TypeScript: – agilidade no desenvolvimento – documentação de frameworks e módulos do JavaScript para TypeScript – dinamicidade

Hugo Mendes

×

Tabela de Conteúdo